Sales

SETEMBRO DE ANO 14. N O 58 HISTÓRIA ESCRITA COM ORGULHO. Teksid completa quatro décadas de conquistas no país

Description
SETEMBRO DE ANO 14. N O 58 HISTÓRIA ESCRITA COM ORGULHO Teksid completa quatro décadas de conquistas no país EDITORIAL Kamilla Kris Juntos somos mais! Espero que os próximos anos sejam marcados por
Categories
Published
of 20
4
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
SETEMBRO DE ANO 14. N O 58 HISTÓRIA ESCRITA COM ORGULHO Teksid completa quatro décadas de conquistas no país EDITORIAL Kamilla Kris Juntos somos mais! Espero que os próximos anos sejam marcados por essa mesma dedicação, para que a Teksid torne-se uma empresa cada vez mais ágil e competitiva, fidelizando os clientes atuais e conquistando novos. Neste ano, a Teksid completa 40 anos de fundação no Brasil. São quatro décadas de muito trabalho e investimentos, para que os nossos produtos conquistem, cada vez mais, o reconhecimento dos mercados nacional e internacional. E, sem dúvida, essa trajetória não seria possível sem o esforço e a dedicação de todos os colaboradores. Afinal, são eles que, diariamente, trabalham na busca do principal objetivo da empresa: satisfazer os clientes. E, para tal, a Teksid aposta em iniciativas que valorizam a atuação dos colaboradores, parceiros fundamentais para o desenvolvimento do nosso negócio. A implantação do programa de sugestões Somar, que premia as melhores ideias, contribui não só para a melhoria constante dos processos e produtos, mas também tem o mérito de fazer com que o colaborador sinta-se como parte do sucesso da empresa. Ou seja, a família Teksid é composta por uma grande equipe, na qual o talento, a entrega, o comprometimento e a competência de cada trabalhador são elementos fundamentais para a reputação positiva da empresa. Dessa forma, espero que os próximos anos sejam marcados por essa mesma dedicação, para que a Teksid torne-se uma empresa cada vez mais ágil e competitiva, fidelizando os clientes atuais e conquistando novos. Nesse sentido, investimentos em inovação e qualidade continuarão sendo uma prioridade. Dentre esses aportes, destaco o uso da Compact Graphyte Iron (CGI), liga de ferro com grafita compacta, para a produção de blocos de motor. A utilização desse material nos produtos é uma forma de atender a uma nova tendência do mercado, que tem buscado peças mais leves, sustentáveis e resistentes. Outra meta da empresa é continuar investindo em iniciativas voltadas à segurança, à saúde e ao meio ambiente. Hoje, se comparada com outras fundições, a Teksid é considerada uma das fundições mais limpas e com os menores índices de acidentes entre aquelas que têm o mesmo porte e a mesma capacidade produtiva. O caminho que está por vir é de muitos desafios, mas tenho certeza que o comprometimento e a dedicação de cada um de vocês farão com que a Teksid chegue ainda mais longe! Contamos com você nessa nova jornada! Boa leitura! Antonio Kuskowski Diretor-geral 2 Ano 14 - N o 58 - Setembro / 2016 SUMÁRIO SEÇÕES 04 PESSOAS A economia brasileira e os impactos na indústria são debatidos no Teksid em Foco 06/ INOVAÇÃO 15/ INOVAÇÃO 16/ INOVAÇÃO 18/ VARIEDADES EXPEDIENTE Revista Difusão N O 58 SETEMBRO 2016 Equipe de Comunicação Gustavo Torres, Kamilla Kris e Pollyane Bastos Produção Editorial e Gráfica Press Comunicação Empresarial Jornalista responsável e edição Letícia Espíndola MG BEM-ESTAR Programa Vida Leve auxilia colaborador a melhorar os hábitos alimentares e a perder peso Designer gráfico Claudia Daniel Redação Ana Carolina Rocha, Letícia Espíndola e Luciana Neves Fotografia Arquivo Henrique Kimura, Arquivo Teksid, Divulgação Fundação Dom Cabral, Gustavo Lovalho, Ignácio Costa, Kamilla Kris e Thiago Fernandes Personagem de capa João Carlos Vieira Revisão Cláudia Rezende Impressão EGL Editores Gráficos Tiragem exemplares 10 CAPA Fundação da Teksid no Brasil, inicialmente batizada de FMB, completa 40 anos Endereço Rua Senador Giovanni Agnelli, 230 a 906. Distrito Industrial Paulo Camilo Penna CEP: Betim/MG (31) Site SELO FSC Ano 14 - N o 58 - Setembro / PESSOAS Debate com transparência DIRETORIA APRESENTA O PANORAMA DA EMPRESA PARA OS COLABORADORES Os encontros contaram com a participação ativa dos colaboradores Em tempos de instabilidade política e econômica, as organizações precisam se reinventar para superar os novos desafios. Na Teksid, isso não é diferente. Tanto é que, em julho, a Diretoria reuniu-se com os colaboradores das Fundições de Ferro e Alumínio para falar sobre os impactos da crise nos negócios da empresa e de como ela tem se preparado para driblar as dificuldades. Essa iniciativa, intitulada Teksid em Foco, promoveu, ao todo, 28 encontros nas duas fábricas, com participação de quase todos os colaboradores da empresa. Nos últimos três anos, houve uma queda significativa na fabricação de automóveis e caminhões, o que influenciou, diretamente, os nossos resultados. Atualmente, ambas as fundições estão produzindo apenas metade da capacidade. Por isso, mais que nunca, é preciso pensar em novas possibilidades que garantam a sustentabilidade da empresa numa época em que é difícil prever o futuro da economia brasileira, afirma o diretor-geral Antonio Kuskowski. Sendo assim, nesse contexto, ele ressalta a importância do envolvimento dos colaboradores no programa de sugestões Somar e na implantação do programa World Class Manufacturing (WCM) ou Manufatura de Classe Mundial, como forma de contribuírem para melhorar os processos e os produtos e, consequentemente, reduzir as perdas e os desperdícios. Todas essas ações são importantes para assegurar o equilíbrio financeiro da empresa e, de quebra, manter os postos de trabalho de todos os colaboradores, ressalta. Além do engajamento nessas iniciativas, o diretor também frisou a importância da flexibilidade dos colaboradores, colocando-se à disposição para serem realocados em novas áreas ou turnos, e da confiança nas decisões e nos investimentos que a empresa está buscando. A opinião é compartilhada pelo diretor industrial da Fundição de Alumínio, Geraldo Magela Machado de Souza, responsável por conduzir os encontros junto aos colaboradores da fábrica. Independentemente da situação econômica do país, existem ações que dependem exclusivamente de nós mesmos, ressalta. Ele também destaca a importância dos aportes realizados pela empresa, viabilizados por meio de financiamentos. São fundamentais para que a Teksid consiga inovar nos seus produtos e tecnologias, fidelizando os clientes atuais e conquistando novos, afirma. Dentre os principais investimentos, destacam-se, na Fundição de Ferro, a troca de lâmpadas comuns por de LED, mais econômicas e com maior durabilidade; a chegada do novo forno fusor a indução, que não usa eletrodos de grafite; a utilização da liga Compact Graphyte Iron (CGI); e o novo sistema de regeneração térmica de areia para a Fundição de Ferro. Na Fundição de Alumínio, os investimentos estão focados no desenvolvimento dos blocos e cabeçotes da nova família de motores da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), chamada de GSE. 4 Ano 14 - N o 58 - Setembro / 2016 COTIDIANO Proatividade para driblar a crise COLABORADORES DEVEM SER MAIS PARTICIPATIVOS PARA CONTRIBUIR COM A EMPRESA Em um momento de insegurança econômica, pelo qual passa o país, o assunto demissão é comum nas mais variadas rodas de conversa, seja no ambiente de trabalho seja no churrasquinho em família ou entre amigos. A possibilidade de ser dispensado é angustiante, mas essa sensação não pode ser uma constante, pois a pessoa acaba ficando improdutiva. Nesse cenário, a proatividade dos colaboradores é o comportamento esperado pelas empresas, defende o coordenador do Núcleo de Desenvolvimento de Pessoas e Liderança da Fundação Dom Cabral, Anderson Sant Anna. Ou seja, é preciso utilizar os próprios conhecimentos, habilidades, atitudes, experiências e vivências, adquiridas ao longo da trajetória profissional, para responder aos desafios. Ser proativo é uma questão de atitude. Cada um ao seu jeito, mais tímido ou mais ousado, o que importa são as posturas e a coerência das ações dos profissionais em cada momento, seja de crise seja de bonança. E é isso que é observado pelas empresas, afirma Anderson. Todos podem colaborar com sugestões capazes de simplificar a rotina e de torná-la ainda mais produtiva, com base nas observações de quem vive o cotidiano das áreas e da empresa. Ele também afirma que o gestor deve estar atento e buscar formas de apoiar a equipe. Escutar, comunicar claramente o contexto, criar formas de participação, mesmo que por meio de pequenas ações, tudo pode ser muito válido para transformar os medos em oportunidades de aprendizagem e de crescimento, acredita. Anderson aconselha a participação dos colaboradores em momentos de crise Faça a diferença Contribua com atitudes simples e corriqueiras, para evitar o desperdício: desligando os equipamentos ao finalizar suas tarefas e apagando a luz quando sair dos ambientes e/ou quando não houver ninguém no local. Cuide adequadamente do Equipamento de Proteção Individual (EPI). Mantenha o seu posto de trabalho sempre organizado. Evite alimentar rumores e disse-me-disse, que costumam acompanhar momentos críticos na empresa. Quando possível, troque experiências com o colega. Reflita consigo mesmo sobre o que pode ser feito para desenvolver melhor suas tarefas. Comprometa-se com seu trabalho e com a empresa. Ano 14 - N o 58 - Setembro / INOVAÇÃO Vanderley é um participante assíduo do programa Somar Nos preparativos para a primeira auditoria do WCM PROGRAMA COMEÇOU A SER DESENVOLVIDO NA FUNDIÇÃO DE ALUMÍNIO EM AGOSTO DE 2015 Mensurar os avanços do World Class Manufacturing (WCM) ou Manufatura de Classe Mundial na Fundição de Alumínio. Esse é o objetivo da primeira auditoria, prevista para o mês de outubro. E a implantação da metodologia evoluiu significativamente, destaca o diretor industrial, Geraldo Magela Machado de Souza. Por ser um programa que traz mudanças à rotina, o WCM também altera a cultura da organização. Felizmente, a adesão dos colaboradores, de todos os níveis, tem sido muito expressiva, elogia. A participação no programa Somar e o aumento do número de Registros de Incidentes comprovam o fortalecimento dessa cultura. São iniciativas que dependem exclusivamente dos empregados e contribuem para um ambiente mais seguro, produtivo, com menos perdas e desperdícios, como defende a metodologia, afirma o coordenador do programa WCM na Fundição de Alumínio, Max Vilander da Silva Vieira. Entre os meses de janeiro e julho deste ano, o número de Registros de Incidentes foi 716, sendo que, no mesmo período de 2015, houve apenas 67 relatos. Como consequência desse comportamento prevencionista, alcançamos, no dia 13 de junho, a marca de 300 dias sem acidentes com afastamento, algo muito positivo nessa fase de expansão da Fundição, em que as atividades ainda estão sendo padronizadas, relembra Max. 6 Ano 14 - N o 58 - Setembro / 2016 A adesão ao programa Somar também tem sido expressiva. O número de ideias sugeridas saltou de 47, entre janeiro e julho de 2015, para 729, no mesmo período deste ano. Dentre os colaboradores participantes, está Vanderley Amaral Costa, da área Vazamento de Coquilhas. Ele foi apresentado à iniciativa em fevereiro, durante um treinamento, e, até julho, já propôs 38 ideias. Geralmente, faço o cadastro das minhas sugestões pelo site, em casa, mas o acompanhamento do status de cada uma delas é feito por meio de um totem disponível no Espaço WCM, durante o intervalo do meu trabalho, conta. Situado na entrada da Fundição, o Espaço WCM foi inaugurado em junho e também traz informações sobre todos os 12 pilares técnicos que sustentam a metodologia. A localização do espaço foi estratégica, pois é onde as pessoas transitam quando chegam à fábrica e quando a deixam, explica Geraldo. Vanderley concorda. Não tem jeito de se esquecer do WCM, pois a metodologia está muito presente, visualmente, no nosso dia a dia. Ainda segundo ele, entender quais são os objetivos de cada um dos 12 pilares tem o ajudado a perceber onde, na área dele, podem ser eliminados perdas e desperdícios. Fiquei muito mais atento depois que conheci as finalidades de cada um deles no Espaço WCM, pois está tudo bem explicado lá, elogia. Para o segundo semestre deste ano, está prevista a inauguração do Espaço de Treinamento do WCM. Além de uma estrutura própria para capacitações, o local também irá apresentar mais dados sobre cada um dos pilares. ÁREAS DE REFERÊNCIA A metodologia está sendo desenvolvida na Usinagem e na Unidade Operativa Macharia. Ambas possuem áreas-modelos e funcionam como referências para a aplicação dos pilares, que têm sido expandidos em diversas áreas da Fundição. Na primeira área, foi selecionada a máquina Serra Fita Fire, responsável por cortar o massalote de alumínio, para a aplicação do pilar Organização do Posto de Trabalho. Na segunda área, foram escolhidas as sopradoras de macho H-40 n 1, para o pilar Segurança, e a SPH-30 n 1, para os pilares Manutenção Autônoma e Manutenção Profissional. A colaboradora Eudilene Cássia Alves de Oliveira é operadora na sopradora de macho. Dentre as ações realizadas após a implantação do WCM, ela destaca o uso de cartões específicos, nos quais os colaboradores podem, por escrito, apontar alguma falha na máquina ou no equipamento e propor uma solução. Quando é viável, esses cartões são afixados no local descrito. Em ocasiões onde o problema não é visível, eles são entregues ao líder da área. Assim, ajudamos a combater os desperdícios, e os problemas são resolvidos de forma mais rápida, afirma. Preparativos Nos dias da auditoria, os líderes de pilares farão uma apresentação para os auditores, para mostrar as atividades desenvolvidas em cada um deles. Eles também irão visitar as áreas produtivas, para conversar com alguns colaboradores. Além dos treinamentos prévios, que contabilizaram horas de capacitação e mobilizaram 288 pessoas, também contaremos, em setembro, com o suporte do WCM Training & Consulting, empresa do Grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), especializada em treinamentos sobre o programa, o que enriquecerá muito os debates, conta Max. Eudilene usa o cartão para uma melhor performance da sopradora Ano 14 - N o 58 - Setembro / BEM -ESTAR Vida leve e saudável PROGRAMA DA TEKSID ESTIMULA COLABORADORES A MUDAREM OS HÁBITOS E A TRATAREM A OBESIDADE Frederico Amorim Gonçalves, do ICT, sempre realiza os exames periódicos pela empresa. Da última vez, há cerca de seis meses, ele saiu do Serviço de Saúde com a recomendação de participar do programa Vida Leve, pois estava acima do peso e com a pressão alta. Criada em 2012, a iniciativa da Teksid tem como objetivo auxiliar na perda de peso dos colaboradores, durante um período de sete meses. De acordo com a médica Sarina Occhipinti Magalhães, responsável pelo Serviço de Saúde, a obesidade é uma doença inflamatória e fator de risco para outras enfermidades, como as cardiovasculares, o diabetes e alguns tipos de câncer. Mais que estética, a pessoa deve buscar saúde e qualidade de vida, ressalta. A cada edição, cerca de 60 colaboradores participam da iniciativa, cujos índices são de 90% de êxito, ou seja, as pessoas conseguiram reduzir o peso com a mudança de vida no período do programa. Os participantes contam com acompanhamento de equipe multidisciplinar, formada por médicos e nutricionistas, orientações, por meio de palestras, com preparadores físicos e fisioterapeutas. Frederico conta que, assim que começou a participar, fez as medições de peso e medidas e recebeu Com o apoio de Sarina, Frederico comemora o resultado do programa 8 Ano 14 - N o 58 - Setembro / 2016 Mudança de hábito Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras. Elas são ricas em vitaminas, minerais e fibras. Evite alimentos industrializados, cheios de conservantes. O ideal é comer alimentos naturais. No lanche, substitua o pão por um ovo. O ovo, além de ser um dos alimentos mais ricos em proteína, não contem glúten e ajuda a prevenir várias doenças. Mantenha o seu peso dentro dos limites saudáveis. Veja se seu Índice de Massa Corpórea (IMC) está entre 18,5 a 24,9kg/m 2. Cálculo do IMC: peso dividido por altura 2 Aprecie sua refeição e coma devagar. Não se alimente assistindo à TV, mexendo em celular ou lendo livros e revistas. Quem fica distraído, alimenta-se mais! Beba água. Beba em média 2 litros de água (6 a 8 copos) por dia. Para uma vida saudável, não consuma refrigerante, nem mesmo light ou diet. Seja ativo. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias. Caminhe pelo seu bairro, suba escadas, jogue bola, dance, enfim, mexa-se! Reduza o consumo de sal refinado. Evite temperos prontos, enlatados e embutidos. Use ervas frescas para realçar o sabor. O excesso de sódio pode levar ao aumento da pressão do sangue (hipertensão) e a outras doenças. Prefira o sal grosso ou o marinho. Procure não ingerir alimentos com açúcar, massas e pães. O uso desses alimentos, além de engordar, desregula nossas funções hormonais e digestivas causando diversas doenças. Fonte: Serviço de Saúde da Teksid um plano e uma agenda alimentar, onde anota o que come, diariamente, e faz os cálculos calóricos. Posso comer de tudo, mas com moderação, comenta ele, que passou a se alimentar a cada três horas e a praticar atividades físicas constantemente. Hoje, comemora a eliminação de 15 quilos. Vou às lojas e escolho as roupas que eu quero, e não o que me serve. A autoestima está lá em cima. Meu preparo físico melhorou, estou bem mais disposto. E tive resultado sem deixar de comer o que quero aos finais de semana, destaca. Sarina comenta que os benefícios com a perda de peso são rapidamente perceptíveis. A pessoa fica mais ágil e tranquila, dorme bem, além disso, diminui o risco de doenças cardiovasculares, diabetes, dentre outras. BUFFET LIGHT Ao ingressar no Vida Leve, o colaborador é orientado a fazer exames complementares de sangue, que avaliam o perfil lipídico (colesterol, triglicérides, glicemia). Para melhorar a alimentação, recebem receitas com dicas lights e participam de palestras, das quais os cônjuges são convidados a participar. A empresa também oferece o buffet light, no restaurante da fábrica, com várias opções de refeições balanceadas, ricas em saladas, legumes e grelhados; e subsídio de 50% para compra de vitaminas e de medicamentos. Os participantes que se destacam são premiados no final do programa, o que incentiva o engajamento nas mudanças de vida. O Vida Leve é uma iniciativa muito bacana da empresa, que mostra a preocupação dela com os colaboradores. Se estamos bem, produzimos melhor. É bom para ambos os lados, comemora Frederico. Ano 14 - N o 58 - Setembro / CAPA Roberto e João são colaboradores que acompanharam grande parte da história da empresa TEKSID COMEMORA 40 ANOS DE ATUAÇÃO NO BRASIL Versatilidade brasileira com toque italiano Era fevereiro de O colaborador João Carlos Vieira, da Controladoria (Fundição de Alumínio), tinha 15 anos e havia acabado de ingressar na Teksid, primeiramente batizada de FMB, para trabalhar como office boy. A empresa, que já existia na Itália, dava os primeiros passos no Brasil. De lá para cá, 40 anos se passaram, cheios de conquistas. A inauguração oficial da empresa aconteceu em 1978, embora as atividades dela tenham começado em O significado da sigla FMB é desconhecido, já que o italiano que a criou não deixou qualquer explicação por escrito. Os rumores dão conta de que seja Fiat Motores do Brasil ou Fiat Metalúrgica do Brasil, explica João, que comemora 40 anos de Teksid neste ano. Ele ainda relembra que, certa vez, quando trabalhava na Gestão de Materiais, um cliente pediu para soletrar o nome da empresa para inseri-lo em uma nota fiscal. Quando o documento chegou, todos caíram na gargalhada: empresa Francisco Maria Brasil. O primeiro escritório da FMB era localizado na rua Tamoios, no Centro de Belo Horizonte, e funcionava como apoio para a construção da fábrica, em Betim. Havia cerca de 40 colaboradores, distribuídos nas áreas administrativa, técnica e comercial. Muitos italianos que haviam acabado de se mudar para Belo Horizonte estavam entre eles. Foi aí que o destino de João se cruzou com o dos novos colaboradores. Era dezembro de 1975, e o rapaz havia conquistado o primeiro emprego em uma loja de móveis e eletrodomésticos, na capital. Era comum levar
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x