Magazines/Newspapers

Turismo e seus discursos: Produção e reprodução na cidade de Caxias do Sul/RS

Description
O artigo analisa, a partir de pesquisa exploratória, as percepções e imaginários associados ao Turismo na cidade de Caxias do Sul/RS, pelo trabalhador do setor hoteleiro local. Utilizam-se conceitos e premissas da Psicologia Social, em especial dos seus construtos ‘percepção’ e ‘atitude’, e as teorizações sobre imaginários. Nos resultados, aponta-se que os sujeitos não consideram satisfatória a relação da cidade com a atividade turística, quando a mesma é comparada a outras localidades da mesma região, atribuindo o fato, entre outros, a que as demais cidades estariam permanentemente na mídia e que, em Caxias do Sul, a atividade industrial seria predominante à turística. Constata-se a reprodução de um imaginário consagrado pela OMT, no qual o turismo seria associado exclusivamente ao lazer. Entretanto, a categoria turismo de negócios é recorrente na fala dos trabalhadores.
Published
of 16
16
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Similar Documents
Share
Transcript
  Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da ComunicaçãoXXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Santos – 29 de agosto a 2 de setembro de 2007 Turismo e seus discursos:Produção e reprodução na cidade de Caxias do Sul  /RS 1  Juliana de Souza Dartora 2   FACEBG/RS e CESF/RS Susana Gastal 3  UCS/RS e PUCRS Resumo O artigo analisa, a partir de pesquisa exploratória, as percepções e imagináriosassociados ao Turismo na cidade de Caxias do Sul/RS, pelo trabalhador do setor hoteleirolocal. Utilizam-se conceitos e premissas da Psicologia Social, em especial dos seusconstrutos ‘percepção’ e ‘atitude’, e as teorizações sobre imaginários. Nos resultados,aponta-se que os sujeitos não consideram satisfatória a relação da cidade com a atividadeturística, quando a mesma é comparada a outras localidades da mesma região, atribuindoo fato, entre outros, a que as demais cidades estariam permanentemente na mídia e que,em Caxias do Sul, a atividade industrial seria predominante à turística. Constata-se areprodução de um imaginário consagrado pela OMT, no qual o turismo seria associadoexclusivamente ao lazer. Entretanto, a categoria turismo   de negócios é recorrente na falados trabalhadores. Palavras-chave:  Turismo; Percepção; Imaginário; Trabalhadores em hotelaria; Caxias do Sul/RS. 1 Trabalho apresentado ao NP Comunicação, Turismo e Hospitalidade do VII Encontro dos Núcleosde Pesquisa da Intercom 2 Bacharel em Turismo pela PUCRS e Mestre em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul/RS.Coordenadora e professora do Curso de Bacharelado em Turismo e Hospitalidade da FACEBG/RS e doCurso de Turismo do CESF/RS. julianadartora@hotmail.com  3 Jornalista e Doutor em Comunicação Social. Professor da FAMECOS/PUCRS e do Mestrado emTurismo/UCS.sgastal@terra.com.br   Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da ComunicaçãoXXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Santos – 29 de agosto a 2 de setembro de 2007 1 Introdução O Turismo tem merecido inúmeras abordagens, sob o ponto de diferentesatores que participam da atividade, em especial o turista e a dita comunidade local.Entretanto, os trabalhadores em turismo não têm merecido a mesma atenção. Opresente estudo 4 visou descrever as percepções sobre o Turismo, investigandocomo os trabalhadores do setor hoteleiro da cidade de Caxias do Sul  /RS vêem arelação desta cidade com a atividade turística, e os imaginários daí decorrentes. Apesquisa srcinal teve por base a Teoria da Atribuição, como proposta pelaPsicologia Social. Sendo o Turismo uma atividade que envolve pessoas,conseqüentemente ela estará permeada por emoções, comportamentos, percepçõese imaginários. As pessoas diretamente envolvidas com o Turismo são detentoras deimpressões e percepções relevantes para ampla compreensão do fenômeno.Sharpley e Forster (2003) defendem que o papel dos trabalhadores é essencial paraa implantação de programas de qualidade, por exemplo, tão valorizados nomomento contemporâneo.A percepção seria o processo através do qual o indivíduo recebe, seleciona,organiza e interpreta informações para criar um mundo que lhe faça sentido(MAYO E JARVIS, 1981). O estudo da percepção está diretamente ligado aoestudo das atitudes, pois estas variariam, dependendo da impressão (percepção)que o sujeito crie sobre alguém ou sobre algo. A impressão ou percepção seria adecorrência da primeira aproximação com objetos, fatos ou pessoas, seguidas por julgamentos e inferências (KRECH, 1975) que, por sua vez, condicionariam asatitudes. Entre outros, a percepção alimentaria imaginários, estes entendidos como“ sentimentos , alimentados por redes amplas e diversificadas de informações, queas levarão a achar um local ´romântico´, outro ´perigoso´, outro ´bonito´, outro´civilizado´” (GASTAL, 2005, p.20), por fim, outros como turísticos ou não turísticos. 4 O presente artigo baseia-se na pesquisa realizada no corpo da dissertação Turismo e seus discursos – Percepção e Atribuição na cidade de Caxias do Sul/RS  , de Juliana de Souza Dartora, defendida no Mestradoem Turismo da UCS, em 2006.  Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da ComunicaçãoXXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Santos – 29 de agosto a 2 de setembro de 2007 A cidade de Caxias do Sul/RS, onde o estudo foi realizado, é um municípioda denominada Serra Gaúcha. Fundada por imigrantes oriundos da Itália em 1875,a cidade teve na produção da uva e do vinho um importante viés econômico que,inclusive, já na primeira metade do século XX apresentava atividades deenoturismo, atraindo visitantes para seus parreirais e cantinas. Desde 1931, avindima – festa que marca a colheita da uva – é acompanhada pelo eventodenominado Festa da Uva que, desde sua primeira edição, tinha por objetivo atrairvisitantes à região.Na segunda metade do século XX, políticas governamentais incentivaram acriação na cidade de um pólo metal-mecânica, utilizando-se para tal da tradiçãoartesanal italiana, que fizera com que, em Caxias do Sul, houvesse importantesmetalúrgicas em atividade. Hoje, a cidade possui aproximadamente 400 milhabitantes e tem uma economia predominantemente voltada para o setor industrial,cujos profissionais utilizam constantemente os serviços da hotelaria local durante asemana, em detrimento da atividade turística srcinal, de lazer. Enquanto outrascidades da região têm no enoturismo uma fonte importante de recursos, percebe-seem Caxias do Sul, como a presente pesquisa procura demonstrar, uma relaçãoconflituosa entre sua atual condição industrial e suas antigas propostas de Turismo,em especial por possuir uma estrutura de receptivo composta por 22estabelecimentos hoteleiros, que disponibilizam 3213 leitos e dezenas derestaurantes (SHRBS, 2007).O estudo realizado em 2005, seguindo a metodologia utilizada por Miles eHuberman (1994), distribui a pesquisa em três momentos distintos. Na  fase piloto ,o instrumento construído a partir dos temas estabelecidos como foco da pesquisafoi testado e ajustado. A aplicação generalizada do instrumento definitivo deu-se,então, em dois momentos: uma primeira fase envolvendo dez estabelecimentoshoteleiros de Caxias do Sul, e uma segunda fase, quando o mesmo instrumento depesquisa foi aplicado mais genericamente a praticamente todos os hotéis locais, afuncionários operacionais (Grupo B) e de gerência (Grupo A) . Na primeira etapa daanálise do conteúdo houve a transcrição do depoimento individual dos sujeitos; aposterior redução do conteúdo permitiu centrar os temas pré-definidos no roteiro e  Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da ComunicaçãoXXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Santos – 29 de agosto a 2 de setembro de 2007 outros temas que emergiram no discurso dos sujeitos, como industrialização;vocação econômica de Caxias do Sul; funções do público e do privado. 2 Percepção e imaginários A Psicologia Social é o ramo da Psicologia que estuda as manifestaçõescomportamentais, resultantes da interação entre as pessoas. A partir do momentoem que há interação com o outro, ocorrem trocas, ressaltando-se ainterdependência entre os atores partícipes. As atitudes e percepções dosmoradores e de outros atores do setor turístico, num determinado contexto, podemvariar conforme seu nível de desenvolvimento do Turismo, podendo contribuirpositiva ou negativamente para o desenvolvimento do Turismo no local. Nestestermos, a atitude, além de ser tema freqüente na Psicologia Social, também integramuitos estudos na área do Turismo (HARRIL; POTTS, 2003; HOLLOWAY, 1983;RÁTZ; PUCZKO, 2000; ROSS, 2001; VAIL, 2001).Como parte do estudo da atitude e foco deste trabalho, a  percepção pode serdefinida como o esforço do ser humano em organizar interiormente os estímuloscaptados pelos sentidos para, ato contínuo, interagir com o meio exterior. Perceberseria conhecer, através dos sentidos, objetos e situações (TELES, 1981), porém,nem sempre as informações disponíveis são suficientes para formar uma percepçãocoerente. Uma tendência importante e aparentemente universal é que as pessoasformam extensas impressões dos outros com base em informações muitolimitadas. Tendo visto alguém ou mesmo o seu retrato por apenas algunsminutos, as pessoas tendem a formar opiniões sobre um grande número de suascaracterísticas. Embora os indivíduos, usualmente, não se mostremfrancamente confiantes nas opiniões formadas dessa maneira, eles estãodispostos, de um modo geral a avaliar a inteligência, idade, antecedentes, raça,religião, nível de educação, honestidade, afetividade e muitas outrascaracterísticas de uma pessoa através dessas impressões (FREEDMAN,CARLSMITH E SEARS, 1970, p. 41) . O marketing tem se utilizado muito da teoria psicológica da percepção, nemsempre explicitando esta afinidade. Philip Kotler, por exemplo, afirma que a   imagem de um local é um determinante básico da forma como os cidadãos e os
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x