Documents

CAOS - Revista Eletrônica de Ciências Sociais

Description
ISSN 1517-6916 CAOS - Revista Eletrônica de Ciências Sociais Número 9 – Setembro de 2005 Pág. 284-433 Partidários do anarquismo, militantes contracultura: um estudo sobre a influência anarquismo na produção cultural anarco-punk∗ da do Yuriallis Fernandes Bastos∗ Resumo: Este trabalho é o resultado de uma pesquisa compreensiva que objetivou entender, através de uma análise da influência do anarquismo na produção de três elementos básicos da cultura anarcopunk (música, estilo visual e fanzines)
Categories
Published
of 150
17
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Similar Documents
Share
Transcript
    ISSN 1517-6916CAOS - Revista Eletrônica de Ciências SociaisNúmero 9 – Setembro de 2005   Pág. 284-433   Partidários do anarquismo, militantes dacontracultura: um estudo sobre a influência doanarquismo na produção cultural anarco-punk ∗   Yuriallis Fernandes Bastos ∗   ∗   Resumo: Este trabalho é o resultado de uma pesquisa compreensiva   que objetivou entender, através de uma análise da influência doanarquismo na produção de três elementos básicos da cultura anarco-punk (música, estilo visual e fanzines), os processos através dos quaissurge esta cultura. Para tanto, realizei um debate teórico comestudiosos que pesquisaram o movimento punk no Brasil e na Europa,procurando compreender os processos de surgimento dos movimentospunk e anarco-punk, e com antropólogos estudiosos das culturas juvenis; analisei o surgimento e a trajetória histórica dos movimentospunk e anarco-punk na cidade de João Pessoa/PB e também materiaisculturais e de militância produzidos pelos anarco-punks que atuam nestacidade.A metodologia empregada nesta pesquisa incluiu tambémobservações participantes em gigs (shows), debates, manifestações derua e outros eventos organizados pelos anarco-punks de João Pessoa,conversas informais e entrevista. Com base nas investigações acimadescritas, chegou-se ao entendimento de que a cultura anarco-punk éuma microcultura que surge no movimento punk a partir da assimilaçãoda ideologia anarquista por parte de certa porcentagem do contingentedo movimento punk, e que se prolifera mais visivelmente nestemovimento a partir de meados da década de 1980, em meio ao clima dochamado reviva l (“ressurgir”) do movimento punk. Analisando as letrasde músicas de bandas anarco-punks, bem como a elaboração do estilovisual, o conteúdo de textos e poemas e as iconografias presentes nosfanzines anarco-punks produzidos em João Pessoa, chegou-se aosresultados de que a influencia da ideologia anarquista serviu para dar aomovimento (anarco)punk um caráter mais social, político e ideológicoaproximando os anarco-punks de vários movimentos, causas, e lutassociais. ∗ Monografia orientada pela profª. Dra. Tereza Correia da Nóbrega Queiroz e defendida emmarço de 2004 para obtenção do título de Bacharel em Ciências Sociais pela UniversidadeFederal da Paraíba. Este trabalho recebeu “menção honrosa” na edição 2004 do PrêmioHonorífico Florestan Fernandes de Monografias, promovido pela Coordenação do Curso deCiências Sociais ∗ ∗ Bacharel em Ciências Sociais e mestrando em Sociologia pela UFPB e um doscoordenadores do Projeto Juventude, Cultura e Cidadania, ligado ao programa “Conexões desaberes: diálogos entre a universidade e as comunidades populares”, financiado peloMEC/SECAD em convênio com a PRAC (Pró Reitoria de Assuntos Comumitários)-UFPB. CAOS – Revista Eletrônica de Ciências Sociais, n. 9, set./2005, p. 284-433.http://www.cchla.ufpb.br/caos  284    Introdução Nada melhor para se começar esta introdução do que revelar omeu objeto de estudo, que aspectos inerentes a este objeto fizeramdespertar o interesse em pesquisá-lo e em que relevância social ecientífica consiste a pesquisa a este objeto e ao tema a elerelacionado.Neste sentido, o objeto de minha pesquisa é a formação de umacultura juvenil contemporânea e a influência da ideologia anarquistana sua constituição. A referência empírica é o movimento anarco-punk na cidade de João Pessoa, compreendido no período entre1984, ano em que surgem os primeiros punks nesta cidade, e o iníciodo ano de 2004, quando esta pesquisa foi completamente finalizada.No estudo desta cultura, analiso os processos de produçãocultural onde são reelaboradas, a partir da influência e cominspiração na cultura e na ideologia anarquista, as temáticas dasletras de músicas, o estilo (visual) de vestir e os fanzines, trêselementos básicos da cultura (anarco)punk.O interesse por pesquisar essa tendência do movimento punk,surgiu no segundo semestre de 1999, enquanto eu pagava adisciplina “Métodos e Técnicas de Pesquisa II”, lecionada peloProfessor Mauro Koury, na qual o último dos trabalhos de avaliaçãoera a produção de um anteprojeto de pesquisa.Durante o curso desta disciplina, com o intuito de unir o útil aoagradável e apresar o andamento do nosso curso de graduação, eu emuitos outros colegas de curso elaboramos anteprojetos queservissem como uma espécie de ensaio para a produção de umprojeto definitivo de pesquisa para a produção de monografia deconclusão de curso.Desta forma, eu direcionei minha atenção para uma comunidadeanarco-punk existente na cidade de João Pessoa e congregada numa CAOS – Revista Eletrônica de Ciências Sociais, n. 9, set./2005, p. 284-433.http://www.cchla.ufpb.br/caos  285    entidade propagadora das culturas e das ideologias anarquista epunk, chamada Centro de Cultura Social de João Pessoa (C.C.S.-JP).O meu conhecimento desta comunidade, data do ano de 1993,quando eu ainda adolescente, com 17 anos de idade, conheci echeguei a ser militante do C.C.S. de João pessoa, integrando oextinto grupo anarquista chamado “Reação Anarquista”.Quando pensava em elaborar um projeto de pesquisa paramonografia de conclusão de curso, eu, estudante desprovido de bolsade estudos, pretendia analisar um objeto e abordar um tema quefosse ao mesmo tempo srcinal 1 e barato de ser pesquisado. Diantedestes critérios, não demorou muito tempo para vir à minhalembrança uma tendência do movimento punk a qual eu tinhaconhecido durante minha adolescência e que, no meu modo de ver,possui uma particularidade muito importante de ser pesquisada, queé a adesão à ideologia anarquista.Despertei assim o interesse em pesquisar a cultura do movimentoanarco-punk, movimento juvenil que surge no seio do, também juvenil, movimento punk, e como resultado de processos deidentificação, por afinidade ideológica, e reelaboração de elementosideológicos, políticos e culturais provenientes do anarquismo.Processos estes que são implementados por certas parcelas deintegrantes do movimento punk em vários lugares do mundo.Considerei por demais relevante pesquisar uma tendênciainfluenciada por uma ideologia utópica que surge no seio de ummovimento como o punk que, até meados da década de 1980, eraconsiderado como sendo, nos termos de Abramo (1994), ummovimento juvenil totalmente distópico, ou seja desprovido deideologia e utopia social clara.Desta maneira, a importância em se pesquisar o movimentoanarco-punk - micro-cultura anarquista que surge no seio domovimento punk - se concentra no esforço de compreensão do(s) 1 O tema desta pesquisa é inédito nas Ciências Sociais da Paraíba. CAOS – Revista Eletrônica de Ciências Sociais, n. 9, set./2005, p. 284-433.http://www.cchla.ufpb.br/caos  286    processo(s) através do(s) qual(is) uma parcela de jovens oriunda deum movimento que era tido como distópico em sua totalidade,marcado que é pelo vazio da falta de perspectiva e pela desesperançanum futuro melhor que tanto marcou e ainda marca os jovens domundo no período pós-guerra, passou a aderir a uma ideologialibertária e utópica propagada e praticada por um movimentorevolucionário que, a partir de meados do século XIX, interferiu naordem mundial e influenciou os rumos da história da humanidade,sobretudo no ocidente. No caso, o movimento anarquista.Neste sentido, questões tais como: O(s) por que(s)? Quando? Deque forma? E o que levou os anarco-punks (punks que se tornarampunks anarquistas) a aderirem ao anarquismo? Com que aspectosoriundos da ideologia e da práxis política anarquista os punks queaderiram ao anarquismo teriam se identificado, possibilitando assim osurgimento desta micro-cultura e deste micro-movimento, chamadoanarco-punk, no seio do movimento punk? Que efeitos a influência daideologia anarquista legou à cultura punk ao ser a ela mesclada? Etambém aos jovens praticantes da cultura e integrantes domovimento anarco-punk? São problemas de pesquisa que procureiresponder durante o transcorrer deste trabalho.Neste momento, torna-se oportuno revelar que este projeto depesquisa foi parte de um outro mais amplo que eu tinha a priorielaborado, e o qual abrangia, além da análise da influencia anarquistana produção cultural anarco-punk (centrada nos três elementosbásicos desta cultura), também na elaboração e na organização dasatividades culturais, políticas e propagandísticas agilizadas pelosanarco-punks do C.C.S. de João Pessoa no cotidiano da suamilitância. CAOS – Revista Eletrônica de Ciências Sociais, n. 9, set./2005, p. 284-433.http://www.cchla.ufpb.br/caos  287
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x