Documents

Artigo Modelagem Plana Moulage

Description
Moulage
Categories
Published
of 12
29
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Similar Documents
Share
Transcript
   20 a 22 de maio de 2014 – São Paulo - Brasil    AS TÉCNICAS DE MODELAGEM PLANA E MOULAGE  E SUAS APLICAÇÕES NA INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO Caro, C.R.  1 , Rodrigues, J. R.  1 , Pedro, E. S.  1   1  Faculdade de Tecnologia SENAI Antoine Skaf – São Paulo – Brasil – 03008-020    – camilarodriguescaro@hotmail.com   Resumo   O objetivo do artigo foi analisar duas formas de realizar modelagem, plana e moulage , afim analisar suas formas de desenvolvimento. Através desse estudo compreender as particularidades de cada técnica e a necessidade da utilização de ambas no processo produtivo da cadeia do vestuário para otimizar a produção. Palavras-chave: Modelagem. Moulage.  Vestuário.  Abstract  The goal of this article was to analyze two ways to do modeling, flat and moulage in order to analyze their developing forms. Through this study to understand the particularities of each technique and the need to use both in the production process of the clothing chain to optimize production.  Keywords:  Modeling. Moulage . Clothing   20 a 22 de maio de 2014 – São Paulo - Brasil   Introdução O presente artigo visa enfatizar a importância do conhecimento das técnicas de modelagem plana e moulage  e sua aplicabilidade no desenvolvimento de produtos de vestuário, alinhando pontos importantes das técnicas de modelagem plana e moulage explicitando onde e quando são seus melhores usos. A modelagem é a construção de moldes e gabaritos que reproduzem a forma do corpo humano, de acordo com a criação proposta pelo designer, essa técnica pode ser desenvolvida através da modelagem plana ou moulage . Os moldes são desenvolvidos pelo modelista a partir da análise detalhada de um desenho técnico ou croqui (JONES, 2006). A modelagem plana pode ser desenvolvida manualmente ou com o auxílio de softwares Computer Aided Design (CAD), que significa Desenho Assistido por Computador, e consiste em uma técnica bidimensional desenvolvida em um plano geométrico e a moulage é  uma técnica de modelagem tridimensional, desenvolvida sob a forma de uma escultura com o auxílio de um manequim industrial e a disposição do tecido sobre o mesmo (SABRÁ, 2009). De acordo com Duburg (2012) as técnicas de modelagem plana e moulage  não necessariamente se excluem, de acordo com o produto a ser desenvolvido é possível utilizar a modelagem plana ou moulage  ou mesclar as duas técnicas. 1. O vestuário Ao longo dos séculos diversas formas de vestuário apareceram e desapareceram. Na antiguidade encontramos pedaços de tecidos enrolados ao corpo considerados como vestimentas (DUBURG, 2012). Os pedaços podiam ser modelados e enrolados sobre o corpo de diferentes maneiras. Uma forma comum utilizada era o quiton, retângulo costurado de um lado e unido pelos ombros com um broche, outra era o peplos retângulo também, porém sem a costura lateral, todas eram ajustadas ao corpo por faixas. Este período é considerado de criação dos princípios básicos da modelagem (LAVER, 1989). Em meados do século XIX, a produção do vestuário era um trabalho manual, os alfaiates costuravam o vestuário masculino, as costureiras e as modistas confeccionavam   20 a 22 de maio de 2014 – São Paulo - Brasil   e serviam o público feminino. Qualquer peça de roupa era executada por medidas individuais, seguindo as ideias de cada cliente (SEELING, 2000). No século XIX, Charles Frederic Worth cria a Alta Costura parisiense. Onde ele desenvolve as coleções e apresenta para as clientes e não mais elas fazem o pedido do modelo que desejam. A partir dessa coleção criada por ele as clientes encomendam os modelos que mais lhe agradam, para que esses sejam produzidos sob medida e de forma exclusiva, uma característica forte da Alta Costura. Ele inverte esse ciclo e cria o conceito de moda, Worth passa a apresentar suas coleções anualmente de forma a promover as vendas, uma novidade pioneira, na qual os estilistas se beneficiam até hoje. Ele atribui para si (o designer) o status de celebridade. (SEELING, 2000). Define-se por moda o uso, hábito ou estilo geralmente aceito, variável no tempo e resultante de determinado gosto, ideia, capricho e das influencias do meio. Um processo continuo de mudanças nos estilos de se vestir que são aceitos e seguidos por um grande publico a qualquer momento (SENAI, 1996). Pode-se dizer que o conceito de moda surgiu diretamente ligado aos trajes usados em várias épocas. Entretanto, mesmo no mundo considerado globalizado a moda ainda não é universal. Alguns povos não cultuam a moda da mesma forma que a maioria dos povos ocidentais. Palomino (2002, 14), afirma que: Você enxergará melhor a moda se conseguir visualizar uma evolução. Pense no  jeito que as pessoas se vestiam nos anos 70 e depois nos 80 e tente, ainda, achar um denominador para o que as pessoas usavam na década de 90. Essas mudanças é que são a moda. Ao acompanhar /retratar /simbolizar essas transformações, a moda serve como reflexo das sociedades á volta. É possível entender um grupo, um país, o mundo naquele período pela moda então praticada. Sabemos que uma moda pode regular formas de vestir, de pentear-se etc. A palavra “moda” vem do latim  modus , significando “modo”, “maneira”. Em inglês, moda é fashion , corruptela da palavra francesa façon , que também quer dizer “modo”, “maneira”. Com o advento das coleções desenvolvidas por designers antecipadamente ao pedido do cliente tem-se a ascensão da indústria do vestuário. Essa indústria é uma das cadeias mais dinâmicas segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil - ABIT (2013), ela envolve diversos setores em seu processo produtivo. É uma cadeia que se constitui de diversas etapas interrelacionadas, cada uma de suas fases com especificidades e que contribuem para o desenvolvimento da fase seguinte.   20 a 22 de maio de 2014 – São Paulo - Brasil   2. Confecção de vestuário O processo de confecção o produto de vestuário segue seis etapas distintas: criação; modelagem; corte (encaixe e risco); preparação; costura e o acabamento (SPAINE, 2010). Na etapa de criação o responsável pelo desenvolvimento do produto leva em consideração o design , que é a forma que terá a peça a ser desenvolvida, a inovação quanto à criatividade tanto na forma quanto no uso de matérias primas, processos de fabricação. A funcionalidade é um ponto bastante importante nessa etapa, pois dependendo para a área a que se se destina o produto pode significar seu sucesso ou fracasso. Na funcionalidade é muito observada a questão da ergonomia, pois a roupa é moldada para o corpo e entre eles (roupa e corpo) deve haver perfeita sintonia. A viabilidade técnica, financeira e comercial também são analisadas nesta etapa com o setor de criação e os demais setores responsáveis, pois somente com o alinhamento de todos os interesses é possível aprovar a produção de uma peça (ROSA, 2005). O designer   é quem através do desenho expressa sua criação (CATELLANI, 2003). Com essa criação pronta e aprovada o designer   realiza a ficha técnica do produto uma espécie de documento contendo informações necessárias para confeccionar a peça. A etapa seguinte é a modelagem, que consiste em uma atividade voltada para a planificação da roupa a fim de viabilizar a produção em escala industrial. A modelagem, segundo Grave (2004), possui função participativa nos movimentos articulares do corpo, e “o cuidado com cálculo determina a construção da peça, pois ela trabalhará simultaneamente com o corpo”. Para desenvolver uma modelagem com qualidade, é necessário conhecer a anatomia humana, suas funções e necessidades, de acordo com Grave (2004), o vestuário utiliza-se de inúmeras técnicas para modelar, como envolver o tecido em um manequim técnico, dando-lhe forma e assim, modela-se conceituando a moulage . Outra forma é utilizando-se cálculo com base em uma tabela de medidas, faz-se o traço, e como uma planta em duas dimensões, definindo a modelagem plana. O resultado desse desenvolvimento são moldes que podem ser simétricos ou assimétricos. Simétricos, são aqueles que podem ser usados independentemente em ambos os lados, direito ou esquerdo, do ser humano. Assimétricos, são aqueles cujos lados não são exatamente iguais, o lado esquerdo não serve para vestir o lado direito ou vice-versa. Molde é um diagrama geométrico, que após sua elaboração toma a forma do
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x