Documents

AULA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - HUMBERTO GABRIEL.docx

Description
Proteção Radiológica - Humberto Gabriel PROTEÇÃO RADIOLÓGICA “O mais importante de tudo é nunca deixar de se perguntar. A curiosidade tem sua própria razão de existir. ” - Albert Einstein- DEFINIÇÃO: Radioproteção é o conjunto de medidas que visam proteger o homem, seus descendentes e o meio-ambiente contra possíveis efeitos indevidos causados por radiação i
Categories
Published
of 10
31
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
  Proteção Radiológica - Humberto Gabriel PROTEÇÃORADIOLÓGICA “O mais importante de tudo é nunca deixar de se perguntar.  A curiosidade tem sua própria razão de existir. ” - Albert Einstein- DEFINIÇÃO: Radioproteção é o conjunto de medidas que visam proteger o homem, seus descendentes e o meio-ambiente contra possveis e!eitos indevidos causados por radiação ioni ante proveniente de !ontes produ idas pelo homem e !ontes naturais modi#cadas tecnologicamente$ Objetivos da Radioproteço:   %inimi ar os riscos de e!eitos biológicos no ser humano&   'imitar a dose em atividades pro#ssionais&   (iminuir a probabilidade de e!eitos de longo pra o, tais como c)ncer, e!eitos genéticos, etc$ Pri! #pios da Radioproteço:Ris os $s% &e!e'# ios para o Pa ie!te% * reali ação de um e+ame de diagnóstico utili ando radiação ioni ante comporta um risco que ter de ser sempre in!erior ao bene!cio que advém do e+ame$ uando se reali a um e+ame de diagnóstico utili ando radiação ioni ante, deve-se minimi ar sempre o risco a que o paciente est sujeito, sem nunca comprometer a qualidade do e+ame$* esta diretri damos o nome de PRINC(PIO ALARA%ALARA  é o acr.nimo de  A s L ow  A s R easonably  A cie!able que podemos tradu ir da seguinte !orma/ 0 To bai)o *+a!to ra,oave-.e!te 1  Proteção Radiológica - Humberto Gabriel rea-i,/ve- 2 .  3ste princpio !oi recentemente mudado para ALARP /  A s L ow  A s R easonably P ossible ou   0 To bai)o *+a!to ra,oave-.e!te poss#ve- ”. %elhor e+plicando, todas as e+posiç4es as radiaç4es e o n5mero de indivduos e+postos devem ser mantidos a um nvel to bai)o   *+a!to ra,oave-.e!te poss#ve- , tendo em atenção diversos !atores de nature a econ.mica e social$   No aso das e)posiç0es .1di as2 este pri! #pio 1 ap-i /ve- !o s3 aos pa ie!tes2 .as ta.b1. aos pro4ssio!ais e)postos% 6este conte+to, e+istem alguns princpios !undamentais que devem ser observados durante a utili ação de radiaç4es ioni antes para #ns pac#cos, ou em resultado de acidentes ou catstro!es radiológicas ou nucleares/ 5%678TIFICATI$A: 6enhuma prtica envolvendo e+posição a radiaç4es deve ser adotada se dessa prtica não resultar um claro bene!cio para o homem ou para a sociedade$* 7usti#cativa é o princpio bsico de proteção radiológica que estabelece que nenhuma prtica ou !onte adstrita a uma prtica deve ser autori ada a menos que produ a su#ciente bene!cio para o indivduo e+posto ou para a sociedade, de modo a compensar o detrimento que possa ser causado$ 8 princpio da justi#cativa na medicina em geral, deve ser aplicado considerando/ *$ue a e+posição médica deve resultar em um bene!cio real para a sa5de do indivduo e9ou para sociedade, tendo em conta a totalidade dos bene!cios potenciais em matéria de diagnóstico ou terap:utica que dela decorram, em comparação com o detrimento que possa ser causado pela radiação ao indivduo$ ;$* e#ccia, os bene!cios e riscos de técnicas alternativas disponveis com o mesmo objetivo, mas que envolvam menos ou nenhuma e+posição a radiaç4es ioni antes$6a rea da sa5de e+istem dois nveis de justi#cativa/ justi#cativa genérica da prtica e justi#cativa da e+posição individual do paciente$   7usti#cativa genérica/ <odos as prticas que envolvam e+posiç4es médicas devem ser previamente justi#cadas antes de serem adotadas$ 8s tipos e+istentes de prticas devem ser revistos sempre que se adquiram novos dados signi#cativos acerca de sua e#ccia ou de suas consequ:ncias$   7usti#cação da e+posição individual/ <odas as e+posiç4es médicas devem ser justi#cadas individualmente, tendo em conta os objetivos espec#cos da e+posição e as caractersticas do indivduo envolvido$ = proibida toda e+posição que não possa ser justi#cada, incluindo/  3+posição deliberada de seres humanos aos raios-+ diagnósticos com o objetivo 5nico de demonstração, treinamento ou outros #ns que contrariem o princpio da justi#cativa$  3+ames radiológicos para #ns empregatcios ou periciais, e+ceto quando as in!ormaç4es a serem obtidas possam ser 5teis > sa5de do ?  Proteção Radiológica - Humberto Gabriel indivduo e+aminado, ou para melhorar o estado de sa5de da população$  3+ames radiológicos para rastreamento em massa de grupos populacionais, e+ceto quando o %inistério da @a5de julgar que as vantagens esperadas para os indivduos e+aminados e para a população são su#cientes para compensar o custo econ.mico e social, incluindo o detrimento radiológico$ (eve-se levar em conta, também, o potencial de detecção de doenças e a probabilidade de tratamento e!etivo dos casos detectados$  3+posição de seres humanos para #ns de pesquisa biomédica, e+ceto quando estiver de acordo com a (eclaração de Helsinque, adotada pela 1AB *ssembléia %undial da 8%@ de 1CDE& revisada em 1CF, em 1CA e em 1CAC, devendo ainda estar de acordo com resoluç4es espec#cas do Ionselho 6acional de @a5de$   3+ames de rotina de tóra+ para #ns de internação hospitalar, e+ceto quando houver justi#cativa no conte+to clnico, considerando-se os métodos alternativos e disponveis$   No aso das e)posiç0es .1di as2 este pri! #pio 1 ap-i /ve- so.e!te aos pa ie!tes%9%OTII;AÇÃO DA PROTEÇÃO RADIOLÓGICA: 8 princpio de otimi ação estabelece que as instalaç4es e as prticas devemser planejadas, implantadas e e+ecutadas de modo que a magnitude das doses individuais, o n5mero de pessoas e+postas e a probabilidade de e+posiç4es acidentais sejam tão bai+os quanto ra oavelmente e+equveis, ou seja, a menor dose possvel e somente na e+trema necessidade de e+ecução das e+posiç4es, levando-se em conta !atores sociais e econ.micos, além das restriç4es de dose aplicveis$ * otimi ação da proteção deve ser aplicada em dois nveis, nos projetos e construç4es de equipamentos e instalaç4es, e nos procedimentos de trabalho$6o emprego das radiaç4es em medicina, deve-se dar :n!ase > otimi ação da proteção nos procedimentos de trabalho, por possuir uma inJu:ncia direta na qualidade e segurança da assist:ncia aos pacientes$ *s e+posiç4esmédicas de pacientes devem ser otimi adas ao valor mnimo necessrio para obtenção do objetivo radiológico Kdiagnóstico e terap:uticoL, compatvel com os padr4es aceitveis de qualidade de imagem$ Para tanto, no processo de otimi ação de e+posiç4es médicas deve-se considerar/  * seleção adequada dos equipamentos e acessórios$  8s procedimentos de trabalho$  * garantia da qualidade$  8s nveis de re!er:ncia de radiodiagnóstico para pacientes$  *s restriç4es de dose para indivduo que colabore, conscientemente ede livre vontade, !ora do conte+to de sua atividade pro#ssional, no apoio e con!orto de um paciente, durante a reali ação do procedimento radiológico$*s e+posiç4es ocupacionais e as e+posiç4es do p5blico decorrentes das prticas de radiodiagnóstico devem ser otimi adas a um valor tão bai+o   Proteção Radiológica - Humberto Gabriel quanto e+equvel Ke+tremamente necessidadeL, observando-se as restriç4esde dose pré-estabelecidas$ <%LIITAÇÃO DA DO8E INDI$ID7AL 8s limites de doses individuais são valores de dose e!etiva ou de dose equivalente, estabelecidos para e+posição ocupacional e e+posição do p5blico decorrentes de prticas controladas, cujas magnitudes não devem ser e+cedidas$ No aso das e)posiç0es .1di as2 este pri! #pio !o 1 ap-i /ve- aos pa ie!tes2 .as ape!as aos pro4ssio!ais e)postos% Para se dimensionar os limites de dose que incidem sobre o indivduo, deve-se considerar a totalidade das e+posiç4es decorrentes de todas as prticas aque ele possa estar e+posto$ E)posiç0es O +pa io!ais *s e+posiç4es ocupacionais normais de cada indivduo, decorrentes de todas as prticas, devem ser controladas de modo que os valores dos limites estabelecidos na Resolução-I636 nM 1?9AA não sejam e+cedidos$ 6a reali ação das prticas o controle deve ser reali ado da seguinte !orma/ * dose e!etiva média anual não deve e+ceder ?N m@v em qualquer perodo de  anos consecutivos, não podendo e+ceder N m@v em nenhum ano$   * dose equivalente anual não deve e+ceder NN m@v para e+tremidades e 1N m@v para o cristalino$   = proibida a e+posição ocupacional de menores de 1A anos$   *s e+posiç4es normais de indivduos do p5blico decorrentes de todas as prticas devem ser restringidas de modo que a dose e!etiva anual não e+ceda a 1 m@v$Para mulheres grvidas devem ser observados os seguintes requisitos adicionais, de modo a proteger o embrião ou !eto/   * gravide deve ser noti#cada ao titular do serviço tão logo seja constatada&   *s condiç4es de trabalho devem ser revistas para garantir que a dosena super!cie do abd.men não e+ceda ? m@v durante todo o perodo restante da gravide , tornando pouco provvel que a dose adicional no embrião ou !eto e+ceda cerca de 1 m@v neste perodo$ E)posiço de a o.pa!=a!tes * presença de acompanhantes durante os procedimentos radiológicos somente é permitida quando sua participação !or imprescindvel para conter, con!ortar ou ajudar pacientes$ 3sta atividade deve ser e+ercida apenas em carter voluntrio e !ora do conte+to da atividade pro#ssional doacompanhante& é e+pressamente proibido a um mesmo indivduo desenvolver regularmente esta atividade$(urante as e+posiç4es, é obrigatória, aos acompanhantes, a utili ação de vestimenta de proteção individual compatvel com o tipo de procedimento radiológico e que possua, pelo menos, o equivalente a N,? mm de chumbo&8 conceito de limite de dose não se aplica para estes acompanhantes& E
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x