Documents

artigo_15126c5075163f4ee81dce98f0d7e765.pdf

Description
UM SISTEMA COMPUTACIONAL PARA O GERENCIAMENTO DE BANCAS AVALIADORAS ON-LINE Nadijar Vicente Casarin1 Paulo Júnior Varela2 RESUMO A obtenção de um certificado de conclusão de um curso de nível superior, marca a caminhada do estudante. Para obter a conquista deste certificado, alguns cursos solicitam que
Categories
Published
of 10
65
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
  UM SISTEMA COMPUTACIONAL PARA O GERENCIAMENTO DE BANCAS AVALIADORAS ON-LINE  Nadijar Vicente Casarin 1  Paulo Júnior Varela 2   RESUMO  A obtenção de um certificado de conclusão de um curso de nível superior, marca a caminhada do estudante. Para obter a conquista deste certificado, alguns cursos solicitam que o acadêmico faça, ao final de seu curso, um trabalho chamado TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Este trabalho é defendido perante a uma banca de avaliadores que analisam vários itens para chegarem a uma média final. Para se chegar até essa média existe todo um processo de montagem e geração de banca. Neste artigo relata-se o objetivo de desenvolver uma ferramenta computacional, construída usando a linguagem HTML, PHP e JavaScript, que automatiza todo esse processo. A forma encontrada nas instituições de ensino hoje é totalmente manual, tanto na captação dos trabalhos de acadêmicos como no processo de análise e geração de documentação por parte dos professores. O software desenvolvido oferece suporte para envio de trabalhos via web pelos acadêmicos, opções de acesso a vários cadastros que resultarão na montagem da banca, cronometragem de tempo, cálculos de médias, geração de documentação e geração do cronograma de bancas. Isso faz com que todo o processo de montagem e geração de bancas avaliadoras se torne mais ágil e preciso.   Palavras-Chave:  Ferramenta Computacional. Bancas Avaliadoras. Software Web. 1 INTRODUÇÃO Ao final de um curso de graduação é solicitado aos acadêmicos um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). “Trabalhos de conclusão de curso, são monografias apresentadas como requisito à aprovação em determinad os cursos.” (Dmitruk, 2004 ). Nesse projeto o acadêmico deve expressar e aplicar o conhecimento adquirido através de todas as disciplinas ministradas durante período do curso. Consequentemente é através deste trabalho que o aluno vislumbra conseguir sua graduação. Lembrando que esse trabalho é defendido perante uma banca de avaliadores (docentes) que analisam a qualidade do mesmo, para que possam chegar a uma nota final e assim dizer se o aluno está aprovado ou reprovado. 1  Graduando em Tecn. em Sistemas para Internet nadijarcasarin@gmail.com Tecn. em Sistemas para Internet 2  Mestre em Informática  –   varela.pr@hotmail.com Tecnologia em Sistemas para Internet    2 Este projeto tem a pretensão de sustentar de forma teórica e prática a construção de uma ferramenta computacional para o controle e geração de documentação de bancas avaliadoras nos trabalhos de conclusão de curso. Neste propósito central são levados em consideração os seguintes aspectos: uma maior comodidade para alunos e professores no momento da avaliação dos projetos de TCC, assim como na entrega da documentação por  parte de professores e acadêmicos. Com informações obtidas com os professores Albonico, Relli e Varela, que trabalham em instituições de ensino da região Sudoeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina, constatou-se que nessas instituições não existe um sistema que faça o controle de bancas avaliadoras de forma automatizada. A avaliação é feita de forma manual, através de formulários impressos. O trabalho a ser apresentado no decorrer deste artigo, visa a informatização de todo este  processo. Um sistema que automatize todo o processo trará agilidade, precisão e comodidade tanto pra avaliadores quanto para avaliados. O Sistema de Gerenciamento de Bancas Avaliadoras (SGBA) faz o cadastro de acadêmicos, de professores, cursos, projetos, áreas de atuação de professores, dias em que  podem ocorrer as bancas, itens a serem avaliados, controle de notas, impressão de relatórios, e artefatos de saída, tais como: atas, observações de professores, protocolos entre outros, tudo de forma automática. Com o sistema totalmente implantado na instituição, este agilizará vários processos que hoje são feitos manualmente, de forma rápida e automática. Este artigo está dividido em 6 seções a saber: (1) introdução; (2) o diagnóstico atual sobre as bancas; (3) as linguagens e métodos; (4) modelagem; (5) o sistema de bancas avaliadoras e (6) conclusão e trabalhos futuros. 2 BANCAS DE AVALIAÇÃO Hoje no que tange a entrega da documentação feita pelos acadêmicos para os  professores componentes da banca, esta entrega é feita de forma impressa, gerando alguns gastos com impressão e encadernação do material. A documentação gerada pelos professores e entregue ao aluno após a avaliação é elaborada em documentos de texto e de forma impressa, para que os professores realizem de forma manual, suas anotações no momento da apresentação do trabalho. O controle de tempo é feito pelo presidente da banca através de um cronômetro manual. O cálculo de notas é feito manualmente em reunião entre os componentes da banca após o término da apresentação do aluno. Isso acarreta certa dificuldade e demora,  pois antes do início de cada banca é preciso ser impresso esse material, com o nome do  3 acadêmico que estará sendo avaliado e nome dos professores componentes dessa banca avaliadora. E após o término da banca precisa-se de um tempo para os professores calcularem as notas e mais algum tempo para que a documentação seja entregue ao acadêmico. 3 LINGUAGENS E MÉTODOS Para o desenvolvimento do software gerenciador de bancas avaliadoras foi escolhido o  paradigma de programação orientado a objetos que segundo Bezerra (2006 ) “é uma técnica  para modelagem de sistemas e diminui a diferença semântica entre a realidade sendo modelada e os modelos construídos”. Em nosso sistema serão usadas classes que trabalharão de forma oculta, sendo instanciadas dentro do código-fonte. Essas classes possuem objetos que executarão todo o trabalho, principalmente de inserção, atualização e exclusão de dados no banco. Tratando esses dados de forma mais segura, pois se trabalhando com classes o código- fonte fica menos “sujo”, deixando -o com uma maior facilidade de entendimento, separando assim os códigos de inserção, atualização e exclusão dos demais códigos PHP e HTML. Quando pretende-se desenvolver um sistema para computador, inevitavelmente teremos que fazer uso de alguma ou algumas linguagens de programação. Essas linguagens é quem vão fazer com que o sistema possa executar as tarefas que o usuário assim determinar. Segundo Andrade (2007), a função das linguagens de programação é servir como meio de comunicação entre computadores e humanos. Nas subseções 3.1, 3.2, 3.3 e 3.4 são detalhadas as linguagens e tecnologias utilizadas. 3.1 HTML (  Hypertext Makup Language ) Como o sistema SGBA, será uma aplicação que rodará usando um navegador de internet, inevitavelmente terá que fazer uso da linguagem HTML (  Hypertext Markup  Language ), que segundo Marcondes (2007 ) “define a estrutura de uma pagina, estabelecendo o que é título, texto, lista, subtítulo e local das imagens”. Sendo assim, o uso do HTML terá uma parcela muito importante na criação do sistema, pois praticamente qualquer pagina web  possui essa estrutura. De acordo com Marcondes (2007 ) “a linguagem HTML tem por objetivo criar não apenas textos, mas hipertextos. Esses textos caracterizam-se por serem mais rápidos e pequenos, facilitando o acesso dos usuários da web”.    4 Marcondes (2007 ) explica que como o “HT ML é uma linguagem ( clint side ), que é apenas interpretada pelo navegador do cliente, precisaremos de pelo menos mais uma linguagem (  server side ) que possa rodar do lado do servidor e assim tornar o sistema dinâmico”.  3.2 PHP (  Hypertext PreProcessor  ) O SGBA por ser um sistema que fará o envio de arquivos, e-mails, entre outras tarefas, irá necessitar de um servidor, rodando diretamente em um navegador de internet. Portanto será desenvolvido usando a linguagem de programação PHP (  Hypetext Preprocessor  ) ou (Pré Processador de Hipertexto). Essa linguagem segundo Soares (2007 ) “é uma linguagem de criação de scripts embutida em HTML no servidor”. “Então pode -se pensar no PHP como uma coleção de  supertags  de HTML que permitem adicionar funções do servidor às suas  paginas web”. (Soare s 2007). Como o PHP não apresenta relação com layout ou qualquer coisa relacionada com a aparência das paginas web, será preciso embuti-lo com as tags  HTML. A escolha da linguagem PHP para o desenvolvimento do SGBA baseou-se em que esta linguagem trabalha em muito bom acordo com outras linguagens como HTML, já citado, CSS ( Cascading Style Sheets ) e JavaScript. Baseando-se neste principio, e como sistema SGBA, fará uso do SGBD MySQL, este é mais um bom motivo para a escolha do PHP como linguagem de desenvolvimento do sistema. 3.3 CSS ( Cascading Style Sheet  ) Segundo Tourinho (1998) a linguagem HTML apresenta diversas limitações no que toca ao acabamento gráfico das paginas. Isto tem levado autores e desenvolvedores de aplicações web a usar outras linguagens para o embelezamento das páginas. A linguagem que  proporciona esse embelezamento é a linguagem CSS ( Cascading Style Sheets ) ou (Folhas de Estilo em Cascata). Pela facilidade de separar a estrutura (ou conteúdo) das páginas, deixando assim o código-fonte do sistema mais organizado foi que optou- se pelo uso da linguagem CSS para o embelezamento das páginas do sistema SGBA.

Medical Records

Jul 30, 2017
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x