Book

Acidentes domésticos em crianças: conhecimento de responsáveis sobre fatores de risco.

Description
0 Acidentes domésticos em crianças: conhecimento de responsáveis sobre fatores de risco. Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Educação Tutorial da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.
Categories
Published
of 16
5
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
0 Acidentes domésticos em crianças: conhecimento de responsáveis sobre fatores de risco. Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Educação Tutorial da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Pesquisadores: Marta Silva Menezes, Dilton Rodrigues Mendonça, Ana Graziela do Nascimento Dias Porpino, Maria Constança Velloso Cajado, Luana Maria Mascarenhas Silva e Luana Lima Pereira da Silva. Salvador- BA 2014 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO PERGUNTA INVESTIGATIVA 4 3.JUSTIFICATIVAS HIPÓTESE 4 5. OBJETIVOS Principal Específicos 5 6. METODOLOGIA 6.1. Desenho do estudo Local do estudo Amostra/objeto do estudo Critérios de inclusão Critérios de exclusão Procedimentos e coleta de dados Análise dos dados 6 7. ASPECTOS ÉTICOS 6 8. ORÇAMENTO 7 9.CRONOGRAMA 8 REFERÊNCIAS 9 APÊNDICES Apêndice A Termo de Consentimento Livre e Esclarecido Apêndice B Instrumento de Coleta de Dados 12-14 2 RESUMO Os acidentes são causas importantes de morbimortalidade na infância. A alta prevalência dos acidentes com crianças, bem como a importância do seu controle e prevenção, continua despertando o interesse por estudos que possam melhor direcionar e fundamentar a implementação e execução de estratégias de prevenção. Trata-se de um estudo descritivo, tipo corte transversal, a ser realizado através da aplicação de questionários sobre o conhecimento de pais e/ou responsáveis sobre acidentes domésticos. Intervenção educativa será realizada e posterior reaplicação do mesmo questionário visando avaliar o impacto desta medida. Os resultados do estudo serão apresentados sob a forma de estatística descritiva, utilizando o programa SPSS 21.0 (Statistical Package for the Social Sciences). Os pais e/ou responsáveis pela criança necessitam adquirir conhecimento, através de medidas educativas, sobre os fatores de risco para acidentes domésticos. Estas estratégias podem resultar em redução da mortalidade causada por estes acidentes. Palavras-chave: 1. acidentes 2.acidentes domésticos 3.crianças 1. Introdução O acidente no contexto atual pode ser definido como uma cadeia de eventos que ocorre em um período relativamente curto de tempo (geralmente segundos ou minutos), que não tenha sido desejado conscientemente, começa com a perda de controle do equilíbrio entre um indivíduo (vítima) e seu sistema (ambiente) e termina com a transferência de energia (cinética, química, térmica, elétrica ou radiação ionizante) do sistema do indivíduo ou bloqueio dos seus mecanismos de utilização de tal energia. Está implícita, ao contrário da violência, a conotação da não intencionalidade, mas não de fatalidade, pois os acidentes são causados por fatores reversíveis e passíveis de prevenção. (GAWRYSZEWSKI, 2008). O ambiente domiciliar é o principal local das ocorrências de injúrias, pois é o de maior permanência da criança. A interação entre os pais e a criança é considerada um fator preponderante na proteção ou exposição da criança aos riscos. (AMARAL et al, 2009) 3 O acidente caracteriza-se por uma transferência de energia de um ou mais objetos para a vítima, causando danos e ocorre em três fases: fase pré-evento na qual as condições do ambiente e os fatores de risco são evidenciados; a fase do evento na qual ocorre o acidente com a liberação de energia e a fase pós acidente que estão relacionados aos acontecimentos após a liberação de energia. (AMARAL e PAIXÃO, 2007) Entre os principais tipos de acidentes, destacam-se os acidentes domésticos, que tem como cenário de ocorrência a residência do indivíduo, afetando um grande número de pessoas e ocasionando inúmeras mortes ou danos físicos e/ou mentais. (NASCIMENTO, SOUSA e CHACON, 2012) Os acidentes domésticos predominam na faixa etária de 0 a 9 anos, fase especial do desenvolvimento de habilidades motoras e intelectuais e maior curiosidade em relação ao ambiente. Sabe-se que as crianças, no decorrer da infância, se encontram propensas a acidentes em virtude da sua imaturidade, intenso crescimento e desenvolvimento, sendo indefesas e vulneráveis aos fatores do ambiente que contribuem para os mesmos. Neste contexto, estudos sobre acidentes na infância tornam-se essenciais a fim de que os profissionais da saúde que atuam tanto na atenção básica, como na área hospitalar possam conhecer a realidade destes eventos e possibilitar a elaboração, a implementação de estratégias específicas de prevenção. (ALMEIDA, LIMA e SILVA, 2013) Os principais acidentes domésticos, segundo Amaral, são: quedas e traumas, queimaduras, intoxicações, asfixia, afogamento, elétricos, brinquedos, entre outros. (AMARAL e PAIXÃO, 2007) Na faixa etária até um ano a principal causa de morte é a obstrução de vias aéreas, seguida de acidentes envolvendo veículos automotores, afogamentos e quedas. No grupo entre 1 a 4 anos, os acidentes envolvendo veículos automotores lideram as causas de morte, seguidos de afogamentos, queimaduras, obstruções das vias aéreas e quedas. Na faixa etária de 5 a 14 anos, as principais causas de mortes por acidentes envolvem veículos automotores, seguidas de afogamentos e quedas. (PEREIRA e GARCIA, 2009) Os acidentes domésticos estão fortemente relacionados com o comportamento da família e condição social, com o estilo de vida, com fatores educacionais, econômicos, sociais e culturais, como também, com as fases 4 específicas das crianças, caracterizadas pela curiosidade e contínuo aprendizado. (ALMEIDA, LIMA e SILVA, 2013) No Brasil, os acidentes envolvendo crianças são uma das principais causas de mortalidade na infância e também possui níveis elevados de acidentes domésticos (NASCIMENTO, SOUSA e CHACON, 2012) 2. Pergunta investigativa Qual o conhecimento de responsáveis sobre fatores de risco associados a acidentes domésticos em crianças? 3. Justificativas Atualmente, em todo o mundo, a alta prevalência dos acidentes na infância, bem como a importância do seu controle e prevenção, continua despertando o interesse por estudos que possam melhor direcionar e fundamentar a implementação e execução de estratégias de prevenção. (MARTINS, C.B.GI; ANDRADE, S.M. 2008). Portanto, com o crescimento dos acidentes domésticos é necessário que o adulto responsável tenha conhecimentos sobre os diferentes riscos nas diferentes fases de crescimento e desenvolvimento da criança. Para tanto, pesquisas são necessárias, visando identificar o conhecimento dos responsáveis sobre acidentes domésticos, uma vez que os resultados poderão servir como subsídio e incentivo ao planejamento das ações de saúde visando a prevenção e intensificação de ações para a orientação e educação da população. Estas informações poderão contribuir para a população, os acadêmicos e profissionais de saúde na elaboração continuada de ações preventivas. 4. Hipótese Os cuidadores das crianças (pais e/ou responsáveis) desconhecem ou não têm a percepção dos fatores de risco existentes nos domicílios que ocasionam acidentes domésticos. 5. Objetivos 4.1. Objetivo geral 5 Descrever o nível de conhecimento dos responsáveis sobre fatores de risco associados a acidentes domésticos em crianças. 4.2.Objetivos específicos Identificar os fatores de riscos para acidentes domésticos segundo seus pais/responsáveis. Analisar o conhecimento dos sujeitos antes e depois da conversa educativa em saúde. 6. Metodologia 6.1. Desenho de estudo Trata-se de um estudo descritivo, tipo corte transversal Local do estudo A pesquisa será realizada no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) na Emergência Pediátrica, Pediatria e Ambulatório de Pediatria Amostra/Objeto do estudo Serão sujeitos da presente pesquisa os responsáveis de crianças atendidas nas referidas unidades do HGRS durante o período de março a maio de Critérios de Inclusão Os participantes da pesquisa serão apenas um dos responsáveis de cada criança que aceitem participar e preencher o questionário da pesquisa assinando o termo de consentimento livre e esclarecido (APÊNDICE-A) Critérios de Exclusão Serão excluídos os responsáveis de crianças que não aceitem preencher o questionário da pesquisa ou assinar o termo de consentimento livre e esclarecido Procedimento e coleta de dados Será utilizado um modelo de questionário estruturado elaborado pelos autores com perguntas referentes aos conhecimentos sobre fatores de riscos para acidentes domésticos. Em seguida, os sujeitos serão convidados para participar de uma 6 conversa em saúde relacionada ao tema. Logo após, eles receberão novamente um questionário para novo preenchimento, o mesmo será aplicado no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) na Emergência Pediátrica, Pediatria e Ambulatório de Pediatria no período de março a maio de (APÊNDICE B) Análise de dados Os resultados do estudo serão apresentados sob a forma de estatística descritiva, utilizando o programa SPSS 21.0 (Statistical Package for the Social Sciences), em tabelas de distribuição por freqüência para variáveis discretas e em média e desvio padrão para variáveis contínuas. Os dados dos pacientes serão divididos em subgrupos para avaliar possíveis fatores de risco associados à acidentes domésticos. Para análise dos dados qualitativos para as variáveis contínuas será utilizado o teste T de Student não pareado. O teste χ2 será utilizado na comparação das variáveis categóricas. Considerado significativo valor de probabilidade 0, Aspectos éticos A pesquisa obedecerá aos princípios da resolução Nº196/96 versão 2012 que se refere aos aspectos sobre pesquisa envolvendo seres humanos abordando os quatros referenciais básico da bioética: autonomia, não maleficência, beneficência e justiça, preservando em caráter confidencial todas as informações coletadas e analisadas no estudo. O risco decorrente desta pesquisa é de quebra do sigilo das informações e os benefícios esperados são ampliar o conhecimento dos pais/responsáveis sobre acidentes domésticos, uma vez que os resultados servirão para planejar ações de saúde visando diminuir o número de mortes por acidentes domésticos em crianças. A equipe da pesquisa se compromete em manter toda a confidencialidade das informações e que estas serão utilizadas somente para fins científicos. Sendo assim, o início deste estudo será feita mediante a autorização dos Comitês de Éticas e Pesquisa da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, do Hospital Geral Roberto Santos. Os resultados serão utilizados pela autora exclusivamente no âmbito acadêmico ou institucional. 7 8. Orçamento Material Quantidade Valor Unitário Valor Total Impressora 1 R$ 399,00 R$ 399,00 Cartucho Colorido 1 R$ 80,00 R$ 80,00 para impressora Cartucho preto para 1 R$ 90,00 R$ 90,00 impressora Papel A4 pacote 2 R$ 13,50 R$ 27,00 com 500 folhas Xerox 50 R$ 0,10 R$ 5,00 Encadernação 5 R$ 3,00 R$ 15,00 Grampeador 1 R$ 7,50 R$ 7,50 Grampos para 1 R$ 4,80 R$ 4,80 grampeador caixa CD RW 5 R$ 1,00 R$ 5,0 Transporte 50 R$ 2,80 R$ 140,00 TOTAL R$ 773,30 8 9. Cronograma Período Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Atividades Elaboração do projeto x x Revisão do projeto pelos orientadores x Submissão ao comitê de ética x x Coleta de dados x x x Análise dos dados x Elaboração do artigo final x x 9 REFERÊNCIAS AMARAL, J. J. F.; PAIXÃO, A. C. Estratégias de prevenção de acidentes na criança e adolescente. Rev Pediatr, 8(2): 66-72, jul./dez AMARAL, E. M. S. et al. Incidência de acidentes com crianças em um pronto-socorro infantil.. Rev Inst Ciênc Saúde. 27(4):313-7, CODATO, Lucimar Aparecida Britto e NAKAMA, Luiza. PESQUISA EM SAÚDE: METODOLOGIA QUANTITATIVA OU QUALITATIVA?. Revista Espaço para a Saúde, Londrina, v.8, n.1, p.34-35, dez FILÓCOMO, F. R. F. et al. Estudo dos acidentes na infância em um pronto socorro pediátrico. Rev Latino-am Enfermagem, v. 10, n. 1, p , LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A.: Fundamentos de Metodologia Científica. São Paulo. Ed. Atlas, MARTINS, C.B.G.; ANDRADE, S.M. Estudo descritivo de quedas entre menores de 15 anos no município de Londrina (PR, Brasil).Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p , out Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s . Acesso em: 22 nov PEREIRA, Suzana Figueiredo Alves; GARCIA, Caroline Alves. Prevenção de acidentes domésticos na infância, Nascimento, D. C. D., Sousa, M. I. D. F., e Chacon, S. S. Acidentes Domésticos na Infância: a melhor forma de combatê-los é a prevenção. In IV Encontro Universitário da UFC no Cariri, Almeida, J., Lima, M., & Silva, R. Acidentes Domésticos na Infância 10 APÊNDICE A TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO Titulo da pesquisa: Acidentes domésticos em crianças: conhecimento de responsáveis sobre fatores de risco. Prezado(a) Senhor(a): Gostaríamos de convidá-lo (a) a participar da pesquisa: Acidentes domésticos em crianças: conhecimento de responsáveis sobre fatores de risco, a ser realizada no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), Salvador (Bahia). O objetivo da pesquisa é descrever o conhecimento dos responsáveis sobre fatores de risco associados a acidentes domésticos em crianças. Os acidentes domésticos são causas importantes de mortes em crianças no Brasil e a sua participação é muito importante e ocorrerá da seguinte forma: será aplicado um questionário elaborado pelos autores, onde constará de perguntas sobre os riscos de acidentes domésticos em crianças nas suas residências. Após o preenchimento do questionário o grupo de pesquisadores do grupo PET SAÚDE realizará palestra informando como prevenir os acidentes domésticos e posterior reaplicação do mesmo questionário. Gostaríamos de esclarecer que sua participação é totalmente voluntária, podendo você recusar-se a participar, ou mesmo desistir a qualquer momento sem que isto acarrete qualquer prejuízo à sua pessoa. Informamos ainda que as informações serão utilizadas somente para os fins de pesquisa e serão tratadas com o mais absoluto sigilo e confidencialidade, de modo a preservar a sua identidade. Os benefícios esperados são ampliar o conhecimento dos pais/responsáveis sobre acidentes domésticos, uma vez que os resultados servirão para planejar ações de saúde visando diminuir o número de mortes por acidentes domésticos em crianças. Informamos que o(a) senhor(a) não pagará nem será remunerado por sua participação. Caso o (a) senhor (a) tenha dúvidas ou necessite de maiores esclarecimentos pode contactar com o pesquisador responsável Dr. Dilton Mendonça, telefone: ou procurar o Comitê de Ética em Pesquisa da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública Av. D. João VI, 274 Brotas CEP Salvador-Ba. TEL.:(71) 11 Este termo será preenchido em duas vias de igual teor, sendo uma delas, devidamente preenchida, assinada e entregue ao (a) senhor (a). Salvador, de de Pesquisador Responsável RG::, tendo sido devidamente esclarecido sobre os procedimentos da pesquisa, concordo em participar voluntariamente da pesquisa descrita acima. Assinatura (ou impressão dactiloscópica): Data: Obs: Caso o participante da pesquisa seja menor de idade, deve ser incluído o campo para assinatura do menor e do responsável. 12 APÊNDICE B INSTRUMENTO DE COLETA 1. Responsável pela informação: ( ) Mãe ( ) Pai ( ) Cuidadora ou Babá ( ) Avó ( ) Tia ( ) Outros 2. Nível de escolaridade da mãe: ( ) Analfabeto ( ) Educação básica (ensino fundamental) - ( ) completo ( ) incompleto ( ) Ensino médio - ( ) completo ( ) incompleto ( ) Ensino superior - ( ) completo ( ) incompleto 3. Nível de escolaridade do pai: ( ) Analfabeto ( ) Educação básica (ensino fundamental) - ( ) completo ( ) incompleto ( ) Ensino médio - ( ) completo ( ) incompleto ( ) Ensino superior - ( ) completo ( ) incompleto 4. Nível de escolaridade do cuidador da criança (se outro): ( ) Analfabeto ( ) Educação básica (ensino fundamental) - ( ) completo ( ) incompleto ( ) Ensino médio - ( ) completo ( ) incompleto ( ) Ensino superior - ( ) completo ( ) incompleto 5. Quem cuida da criança ( ) Mãe ( ) Pai ( ) Cuidadora ou Babá ( ) Avó ( ) Tia ( ) Outros 6. Renda familiar ( ) 1 salário mínimo ( ) Entre 1 e 3 salários mínimos ( ) Entre 3 e 6 salários mínimos ( ) 6 salário mínimos 7. A mãe trabalha? ( ) Sim ( ) Não 8. O pai trabalha? ( ) Sim ( ) Não 9. Idade da mãe ( ) 15 anos ( ) anos ( ) anos ( ) anos ( ) 30 anos 10. Idade da criança ( ) 2 ( ) 2-5 anos ( ) 5 9 anos ( ) anos 11. Número de filhos ( ) 1 ( ) 2 ( ) 3 ( ) 4 ( ) 5 ( ) 5 Número de pessoas no domicílio ( ) até 3 ( ) 4-5 ( ) 6-10 ( ) Tipo de habitação ( ) Casa térreo ( ) Casa 1º andar ( ) Apartamento ( ) Outro: 14.Você já pensou sobre o que existe de risco para acidentes com crianças dentro de sua casa? ( ) Sim ( ) Não 15.Na sua opinião o que pode causar risco para acidentes em casa: ( ) Escadas ( ) Laje ( ) Varandas ( ) Janelas sem grade ( ) Fogão ( ) Velas ( ) Fósforos ( ) Isqueiros ( ) Tomadas ( ) Ferro de passar roupa ( ) Fios sem capa ( ) Álcool ( ) Produtos de Limpeza ( ) Inseticidas ( ) Produtos químicos ( ) Medicamentos ( ) Vaso Sanitário ( ) Espelhos ( ) Berço ou cama ( ) Brinquedos ( ) Água em banheira, poço, balde, piscina ou tanque ( ) Piso Molhado ( ) Sacos plásticos ( ) Cordões ou fios ( ) Cortinas ( ) Objetos cortantes como faca e tesoura ( ) Vidros quebrados ( ) Brinquedos pequenos ( ) Plantas 16.Em sua casa: Protetor de tomadas ( ) Sim ( ) Não ( ) Não conhece Proteção da laje e/ou varanda Rede ou grade nas janelas Grade no berço ou na cama Gavetas com chaves A criança tem acesso à cozinha As panelas ficam com o cabo voltado para dentro A criança tem acesso a substâncias com risco de fogo (fósforo, isqueiro, velas) 14 O botijão de gás fica na cozinha ao alcance da criança Guarda facas, garfos, copos de vidro e pratos em armários altos e fechados Intoxicações exógenas: Guarda medicamentos fora do alcance da criança (acima da altura de 1 metro e em armários trancados) Guarda produtos de limpeza fora do alcance da criança (acima da altura de 1 metro e em armários trancados) Guarda produtos químicos como inseticidas fora do alcance da criança (acima da altura de 1 metro e em armários trancados) Usa produtos químicos como inseticidas no domicílio Usa produtos de limpeza ou inseticidas em garrafas de refrigerantes ou outros frascos que não sejam os originais (que veio com o produto) Alguma planta pode ser tóxica e intoxicar uma criança Conhece o veneno de rato chamado chumbinho? Você já comprou algum produto de origem clandestina ou desconhecida? Você já usou remédio para ratos ou baratas em iscas no chão da casa? 17. Sobre acidentes anteriores: Já ocorreu algum acidente prévio ( ) Sim ( ) Não Quem estava presente no momento do acidente ( ) Mãe ( ) Pai ( ) Cuidadora ou Babá ( ) Avó ( ) Tia ( ) Outros Quantas vezes ( ) 1 ( ) 2 ( ) 3 ( ) 4 ( ) 5 ( ) 5 15 Idade da criança ( ) 2 ( ) 2-5 anos ( ) 5 9 anos ( ) anos Gênero ( ) Masculino ( ) Feminino Qual foi o acidente ( ) Queda ( ) Queimadura ( ) Intoxicação ( ) Asfixia ( ) Outros Se intoxicação, qual foi o produto? Internamento ( ) Sim ( ) Não Local do acidente em casa ( ) Cozinha ( ) Banheiro ( ) Quarto ( ) Escada ( ) Sala ( ) Quintal ( ) Laje ( ) Varanda Internamento (por outra causa que não intoxicação) ( ) Sim ( ) Não Evolução ( ) Alta ( ) Óbito
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x