Documents

02. Um perfil da TV brasileira. 40 anos de história

Description
Um Perfil da TV Brasileira (40 anos de história: 1950-1990) Sérgio Mattos Editado pelo Capítulo Bahia da Associação Brasileira de Agências de Propaganda e Empresa Editora A TARDE S/A Salvador – Bahia – Brasil 1990 Um perfil da TV Brasileira (40 anos de história: 1950-1990) Copyright by Sérgio Augusto Soares Mattos, 1990 Primeira edição, 1990 Capa: Reinado Gonzaga Diagramação: Jaílson Castro Montagem: Pedro Peixinho de Castro Júnior Composição e revisão: A TARDE Fotolito: Rafael Rosa Ficha cata
Categories
Published
of 55
139
Categories
Published
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
  Um Perfil da TV Brasileira (40 anos de história: 1950-1990)   Sérgio Mattos   Editado pelo Capítulo Bahia da Associação Brasileira de Agências de Propaganda e Empresa Editora A TARDE S/A Salvador – Bahia – Brasil 1990   Um perfil da TV Brasileira (40 anos de história: 1950-1990)   Copyright by Sérgio Augusto Soares Mattos, 1990  Primeira edição, 1990 Capa: Reinado Gonzaga Diagramação: Jaílson Castro Montagem: Pedro Peixinho de Castro Júnior Composição e revisão: A TARDE Fotolito: Rafael Rosa   Ficha catalográfica:   Mattos, Sérgio, 1948 – M435u Um Perfil da TV Brasileira: 40 ANOS DE HISTÓRIA - 1950/1990/Sérgio Mattos. – Salvador: Associação Brasileira de Agências de Propaganda/ Capítulo Bahia: A TARDE, 1990. Bibliografia.   1. Comunicação de massa – Meios. 2. Televisão – História – Brasil. I. Título. CDU - 659.3 654.19(091)(81)      SUMÁRIO   APRESENTAÇÃO   ESTE LIVRO E SEU AUTOR MEMÓRIAS ABAP   1.ORIGENS E DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DA TELEVISÃO BRASILEIRA   INTRODUÇÃO 1. FASES DO DESENVOLVIMENTO 1.1 A fase elitista (1950-1964) 1.2 A fase populista (1964 – 1975) 1.3 A fase do desenvolvimento tecnológico (1975 – 1985) 1.4 A fase da transição e da expansão internacional (1985 – 1990)   2.ESTUDOS SOBRE A TELEVISÃO BRASILEIRA   2. DESCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DO CONHECIMENTO EXISTENTE 2.1 Aspectos histórico da televisão 2.1.1 Aspectos gerais 2.1.2 Aspectos específicos 2.2 Aspectos sociais 2.2.1. A televisão, sua mensagens, influência e efeitos sociais (Produção e recepção das mensagens) 2.2.2. Programas televisivos 2.2.2.1. Programas infantis 2.2.2.2. Telejornalismo 2.2.2.3. Telenovela 2.3. Aspectos políticos 2.4. Aspectos econômicos 2.4.1. A televisão e sua estrutura 2.4.2. A televisão como veículos dependente 2.5. Informações complementares 2.5.1. Audiência e televisão 2.5.2. Educação, satélite e televisão 2.5.3. Cinema, literatura e televisão   3.CRONOLOGIA DA TELEVISÃO BRASILEIRA (1995 – 1990)   3. SÍNTESE CRONOLÓGICA DOS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS   4. BIBLIOGRAFIA      APRESENTAÇÃO   Durante o ano de 1990, mais precisamente no dia 18 de setembro, a televisão brasileira comemora o seu 40 o  aniversário. Nada melhor para registrar o fato do que a publicação de um livro como este, onde se resgata a trajetória histórica da televisão, registrando-se as influências socioculturais e políticas que interferiram direta e indiretamente no seu processo de desenvolvimento.   Este livro, de caráter eminentemente descritivo e fundamentado no conhecimento existente, é parte do trabalho de pesquisa que estamos desenvolvendo e que integra o projeto de um Estudo Comparativo dos Sistemas de Comunicação Social no Brasil e no México , do qual estão participando pesquisadores brasileiros e mexicanos. O projeto, idealizado pelo professor José Marques de Melo, é promovido pela INTERCOM (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) e pelo Consejo Nacional para la Enseñanza y la Investigación de las Ciencias de la Comunicación (CONEICC/México).   Este projeto de pesquisa comparativa conta com o apoio do CNPq (Brasil) e CONACYT (México) e visa a buscar uma compreensão global de cada um dos seguintes subsistemas de comunicação social dos dois países: Imprensa, Rádio, Televisão, Cinema, Culturas Populares, Comunicação Emergente, Informatização e Inovações Tecnológicas, Ensino de Comunicação e Políticas de Comunicação.   Há um pesquisador brasileiro e outro mexicano para realizar o estudo de cada subsistema. Depois do levantamento global realizado em cada país, os pesquisadores, atuando aos pares, vão realizar a análise comparativa de cada subsistema, considerando-se suas diferenças e semelhanças dentro dos respectivos contextos sócio-econômico, político e cultural.   A publicação deste texto, reunindo parte do trabalho que já realizamos, justifica-se: primeiro, pela contribuição, apesar de modesta, àqueles leitores interessados no desenvolvimento deste meio de comunicação de massa no Brasil; segundo, pelo momento histórico vivido pela televisão que, ao completar 40 anos, atinge também, além de sua maturidade, um alto nível de qualidade técnica que lhe permite competir no mercado internacional, exportando seus programas para dezenas de países.   Salvador, agosto de 1990   Sérgio Mattos, Ph.D. Professor Adjunto IV da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia ESTE LIVRO E SEU AUTOR    Começo este prefácio falando de mim mesmo, em vez de começar falando sobre o  autor e seu trabalho. No entanto, não vou propriamente falar de mim – o que não teria o mínimo cabimento – mas de um costume que tenho, contraído por força do hábito na rotina do jornal, qual seja o de acompanhar de pequenas corrigendas, feitas a lápis, a leitura de certos textos que me dão a conhecer. Claro que as observações feitas assim não têm sentido compulsório; o dono do trabalho fica com inteira liberdade para aceitá-las ou não; sendo colocadas a lápis, basta um leve esfregão de borracha para sumirem do papel, retornando a página à limpeza primitiva, e talvez, em troca de limpeza, devolvidos os equívocos que o censor amigo procurou suprimir.   Em alguns casos, esse costume, bem intencionado mas impertinente, reconheço, leva-me a invadir o pensamento do autor do texto, propondo linguagem diferente para a idéia que ele quis expressar, a fim de melhor situá-lo perante o futuro leitor. Pois foi isso o que aconteceu quando me pus a ler este trabalho de Sérgio Mattos.   Vejam o que sucede quando se age precipitadamente, como agi. É que não gostara, a princípio, da maneira como ele se refere ao seu próprio trabalho, tendo-me parecido que se antecipava, como o auto-elogio, ao julgamento que terceiros viessem a fazer. Na apresentação do trabalho, diz ele que nada melhor para registrar (o 40_ aniversário da televisão brasileira) do que a publicação de um livro como este . Sugeri a alteração da frase, para diminuir a importância que ele atribuía ao livro. Entretanto, ao terminar a leitura dos srcinais, voltei à primeira página e apaguei a observação escrita a lápis, porquanto o que poderia ser tomado como imodéstia não é senão a  justa consciência do valor de um trabalho feito com grande esforço, trabalho que representa uma contribuição notável para o estudo da televisão em nosso país, sendo um balaço, enxuto e equilibrado, da ação desse veículo no decurso dos seus quarenta anos de existência entre nós, assim como uma fonte preciosa de informação e de orientação para os estudiosos.   Emendei a mão, portanto. O livro de Sérgio efetivamente resgata a trajetória da televisão, registrando-se as influências socioculturais e políticas que interferiram direta e indiretamente no seu processo de desenvolvimento .   Disse, linhas atrás, que este livro é resultado de um grande esforço. Para entender isso torna-se preciso saber o que é a vida de Sérgio Mattos, dividida entre diferentes ocupações, sendo as principais, a lhe tomarem a maior parte do dia, o ensino na Faculdade de Comunicação e os encargos de editor no jornal A TARDE, onde tem sob sua responsabilidade vários cadernos, semanais e bissemanais. Não sei, francamente, como lhe sobrou tempo para fazer este livro. Deve Ter sacrificado inúmeras horas destinadas ao lazer, e aproveitando sofregamente o escasso tempo disponível entre uma tarefa e outra. Creio que realizou assim os demais trabalhos que compõem a sua bibliografia, já respeitável pelo número e qualidade das suas produções.   Possui títulos acadêmicos distintos. Jornalista diplomado pela Universidade Federal da Bahia, obteve (1980) o Mestrado em Comunicação na Universidade do Texas, estados Unidos, e, a seguir (1982) o Doutorado pela mesma Universidade. Presentemente, é professor adjunto da Faculdade de Comunicação da UFBa, além de chefiar o Departamento de Jornalismo daquela Faculdade.   Em 1975, quatro anos depois de formado, principiou a realizar pesquisas na área da comunicação, o que lhe tem possibilitado publicar livros e artigos, vários deles tendo a televisão como tema central. Figuram no conjunto desses trabalhos as teses com que conquistou o Mestrado ( The Impact of Brazilian Military Government on the
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x